21 de setembro de 2011

O ator


Vá ator
Vista tua face
Cria teu mundo
Quebre teus pudores
Sufoque seus nãos

Mova teu corpo
Dance sua alma
Sinta sua lágrima
Destrone seus medos

Descalça teus pés
pisa sobre o belo
durma com tua dor

Lamba o cheiro da tua arte
E espere teu corpo que agoniza nas labaredas do seu eu

2 comentários:

  1. Verso mais significativo: "Destrone seus medos"; núcleo do poema.

    ResponderExcluir